Buscar
  • Marcia Vilas Boas

Como a Psicologia pode contribuir para as Instituições?

Atualizado: 14 de ago. de 2019

Desenvolver e enriquecer personalidades em relações dentro

das instituições é o objetivo da Psicologia Institucional. Esta tem sua origem

norte americana com Kurt Lewin que constituiu teoria e prática em Psicologia

Organizacional; e sua fundamentação é psicanalítica.


“Para o psicólogo, a instituição interessará como um organismo

específico e concreto, mas sem perder de vista o objetivo que é estudar os

fenômenos humanos que se dão em relação com a estrutura, a dinâmica, as

funções e os objetivos da instituição. (Bleger, 1984)”



O ambiente institucional proporciona sistemas que são

utilizados pelos indivíduos como forma de defesa para as ansiedades

persecutórias e depressivas, de acordo com Elliot Iacques, em trabalhos

realizados na Tavistock Clinic, em Londres. Ele ainda esclarece que a

instituição funciona como reforçador de mecanismos individuais de defesa

contra a ansiedade, a satisfação de pulsões libidinais, a criação, a sublimação;

enriquecendo ou esvaziando o indivíduo. As experiências dele em instituição

hospitalar e, também, as de W.R. Bion, na Tavistock, demonstraram como

atividades mentais diversas desviam as pessoas e grupos de seus reais

propósitos dentro da instituição.


Bleger (2001) define como lei geral das organizações que

quanto mais um grupo assuma a condição de uma organização tanto mais sua

finalidade será a de existir por si próprio, deixando de lado os objetivos pelos

quais se originou.


Quanto mais rígido os esquemas referenciais (estereotipia =

conflitos implícitos), maior a limitação em agir racionalmente por parte dos

integrantes do grupo.

4 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo